Crônicas bem-humoradas recheadas de sabedoria

Mal consegui dormir na noite passada. Como um procrastinador do tipo perfeccionista, acho tremendamente difícil começar a resumir e organizar décadas de histórias e conhecimento empírico/técnico/útil/inútil em algumas dezenas (ou centenas) de postagens… Mesmo assim, como dizem que o primeiro passo é o mais difícil, vou jogar esta introdução/post fixo aqui e vamos ver o que acontece depois.

Você pode se perguntar, qual o motivo deste site? Em primeiro lugar, velhice. Depois de uma certa idade, creio que a maior parte de nós comecemos a olhar para trás para rever o que fez, o que não fez, o que aprendeu e o que fez com esse aprendizado. Em segundo lugar, nostalgia. Alguns aspectos do passado começam a se tornar mais atraentes e surge um desejo de reviver muitos destes. Eu não me engano, o passado não era perfeito, era mais complicado de muitas maneiras, porém mais simples de outras. Ou seja, era simplesmente diferente. Em último lugar, legado. Veja bem, modéstia à parte, eu sou uma pessoa inteligente e creio que eu tenha conteúdo útil a compartilhar. Quando eu entro no tico-teco e no xuitter, isto passa de uma quase certeza a uma verdade óbvia. Se tem muita gente imbecil online compartilhando ideias estapafurdias e conteúdo meia-boca, não tenho dúvida nenhuma de que eu consigo fazer algo bem melhor. Esta é a minha opinião, que no fim é a que importa. Não me entenda mal, tenho interesse em ouvir as críticas construtivas e elogios dos leitores e ouvintes, mas não acho que alguém deva dar mais importância à opinião alheia do que a própria.

Dito isto, como pensei em organizar estas ideias: cada história acompanhará algum tipo de ensinamento útil de alguma área dentre: Cultura & Idiomas, Entretenimento & Diversão, Ciência & Conhecimento, Computação & Tecnologia e Trabalho & Dinheiro. Segmentei desta forma porque me parece fazer sentido, por ter muitas histórias relacionadas a isso e por ter muito conhecimento útil para compartilhar sobre estas coisas. Em uma reflexão pessoal, meu erro de vida foi ser como um pato: ele sabe nadar, andar e voar, mas não é particularmente um especialista em nenhuma destas coisas. Talvez sejam quatro vidas separadas, unidas em uma com cola de bastão, se mantendo juntas em uma frágil adesão.

Minha ideia original era fazer um blog como se fazia na era à vapor da internet (ataque de nostalgia), mas a verdade é que ninguém realmente quer ler qualquer coisa hoje em dia… Como não faria muito sentido organizar material que não seria acessado por ninguém, parte do material será publicado em outras mídias para um alcance maior. Sobre a regularidade da publicações, ainda não sei, só sei que estou motivado para começar. Em relação à ordem, pensei em usar a cronológica, começando da infância até a velhice, mas em vários momentos flashbacks serão necessários, porque não consegui organizar todas as minhas histórias ainda neste primeiro momento.

Acho que é isso, vai ser divertido.